O advento do novo homem

Neste livro o autor descreve a senda sétupla da gênese do novo homem. Não é o homem personalidade que deve ser libertado, porém o microcosmo que nele habita! E isso só pode ocorrer pela formação de uma personalidade totalmente nova. O princípio dessa gênese passa necessariamente pelo autoconhecimento, que abrirá a senda única para a verdadeira vida mediante o processo do renascimento pela água e pelo espírito. Este é também o significado da afirmação: “Ele (o Cristo) deve crescer, e eu devo diminuir”.

 

O advento do novo homem